• Kerla Alencar

Falafel de favas do Maciço de Baturité


O falafel é um bolinho frito, feito majoritariamente com grão de bico e especiarias, típico da cultura alimentar do Oriente Médio. Digo majoritariamente porque, em algumas regiões, ele é feito com favas, como no Egito, por exemplo. Nesta receita, desenvolvi o bolinho com favas do Maciço de Baturité, localizado no Ceará. O Maciço, dentre outras qualidades que lhe dão boa fama, encontramos diversos tipos de favas, e algumas delas são especialmente mais usadas porque não apresentam o amargor característico desses grãos. Ou seja, elas não precisam ficar horas de molho antes de serem usadas para perderem o gosto inicialmente desagradável.


Recomendo muitíssimo que você reproduza essa receita em casa, mesmo que não tenha acesso às preciosas favas do Maciço. Sendo ou não do Maciço, nesse caso, deixe-as de molho, trocando vez por outra a água, durante 24 horas antes de iniciar o preparo, ok? É que elas serão preparadas cruas, então esse processo é necessário para facilitar a manipulação do ingrediente. O resultado final depois desse trabalho, garanto, é uma delícia!


Ingredientes do falafel:

1 copo grande das favas que estiveram de molho (diria que um copo de 400 ml);

Sal a gosto (usei 2 colheres de chá);

1/4 de colher de chá de cominho;

1/4 de colher de chá de pimenta do reino;

salsa picada ao seu gosto (usei meio maço);

suco de 1 limão;

1 colher e 1/2 de sopa de azeite extravirgem;

1 dente de alho amassado;

1 colher de sopa de farinha de trigo (integral, preferencialmente);


Modo de preparo:

No processador, processe bem a fava com o sal até que a consistência pareça uma pasta. Em seguida, junte os demais ingredientes e processo novamente. No final, acrescente farinha o suficiente apenas para dar a liga necessária para você formar bolinhos com as mãos (esta receita em torno de 12 bolinhos). Aqueça bem o equivalente a uma lata de óleo (usei de algodão) numa panela funda e frite os bolinhos aos poucos até que fiquem douradinhos. É importante que o óleo corretamente aquecido para que os bolinhos fritem bem por fora e cozinhem por dentro – algo em torno de 180o. C. Se você não tem termômetro, vale a pena pesquisar na internet sobre testes para saber se o óleo já atingiu a temperatura ideal.

Após fritos, deixe-os descansarem sobre um papel toalha para que este absorva o óleo excedente e seu bolinho fique mais crocante e leve ainda.


Dica 1: é legal ter um molho refrescante para acompanhar o falafel. Eu fiz um de hortelã com limão, alho e azeite. Foi bem no “olhômetro” mesmo, então não tenho quantidades.


Dica 2: aprecie seu falafel acompanhado de um a cerveja bem gelada!

1 visualização